Artigo

Compartilhe

Temos falado aqui no blog sobre tecnologia aberta e nacional sob diversos ângulos. No post “Desenvolvimento de hardware para plataformas IoT no Brasil” comentamos o quanto pode ser interessante investir em IoT a partir de agora, já que estão surgindo diversas iniciativas brasileiras para o incentivo da tecnologia. Já no texto “O futuro do desenvolvimento para IoT: quanto menor, melhor” você viu como o tamanho do componente eletrônico pode influenciar no desenvolvimento de soluções para essa nova realidade. Dispositivos cada vez menores necessitam de controles sofisticados, e para isso precisarão de tecnologia sólida, robusta, mas ao mesmo tempo pequena em tamanho.

Hoje falaremos mais especificamente sobre a CERTI NIO, uma placa microcontrolada de dimensões reduzidas desenvolvida pela Fundação CERTI. Ela tem conectividade por meio de Wi-Fi e Bluetooth, além de possuir interfaces para câmeras, displays e outros dispositivos. Além disso, por ser uma iniciativa brasileira, pode trazer outras vantagens em relação a custos de produção em escala, acesso a financiamentos e benefícios como a Lei de Informática.

Por que a Certi NIO é diferenciada?

O principal aspecto que chama a atenção na placa é o tamanho. Por ter dimensões de apenas 29,9 mm (L) x 46,6 mm (C) x 4,2 mm (A), ela pode ser integrada facilmente a produtos de IoT e também a outros que tiverem a necessidade de compor diversas funções em pouco espaço. Nesse projeto, os desenvolvedores agregaram múltiplas funções com a robustez necessária para criar produtos de excelente qualidade. Separamos algumas funções da placa para que você compreenda com detalhes:

Wi-fi e Bluetooth – Conectividade é fundamental. Nossa placa possui a possibilidade de acesso à internet, redes locais e conexão com outros dispositivos sem precisar de módulos ou configurações adicionais.

Interfaces externas – Integramos interfaces externas DCMI, DSI, I2C, SPI, CAN, USART, Ethernet e USB. Dessa forma é possível conectar câmeras, displays, sensores ou outros dispositivos.

Robustez – Além da proposta de ser uma tecnologia aberta e nacional, a CERTI NIO é diferenciada, pois será montada por uma das melhores fábricas de placas eletrônicas do Brasil, a Produza.

Por que investir na tecnologia nacional?

Quem estuda o desenvolvimento de tecnologias inovadoras em outros países sabe que o Brasil ainda está avançando neste aspecto. No entanto, há muitas iniciativas que provam que o nosso país tem potencial para competir de igual para igual e que a tecnologia aberta e nacional tende a crescer. No que diz respeito ao incentivo governamental, ele vem principalmente por meio da isenção de impostos para empresas que apostem nessas iniciativas. Ainda é pouco. Porém, para que mais e mais estímulos surjam, é preciso que as empresas tenham conhecimento, utilizem e tragam retorno.

O incentivo mais conhecido é a Lei de Informática. Em vigor desde o ano de 1991, oferta redução de IPI (Imposto sobre Produto Industrializado) para empresas que investem em Pesquisa e Desenvolvimento. Na prática é como se o governo oferecesse um incentivo e, em troca, a empresa apostasse em iniciativas um pouco mais arriscadas mas que, em caso de êxito, trarão retorno financeiro em forma de impostos e também para elas mesmas.

Quanto mais iniciativas nacionais o produto engloba, ou seja, quanto mais nacional é o produto final, mais chances ele tem de receber um incentivo, como um financiamento não reembolsável, por exemplo.

Saiba mais sobre esse assunto no e-book “Fontes de financiamento para inovação: Como captar recursos?

Quais as vantagens que uma placa de tecnologia aberta pode trazer para o seu negócio?

Além de ser pequena e nacional, nosso projeto prevê uma placa com tecnologia aberta. Como o objetivo é incentivar e promover a tecnologia nacional, nada mais justo do que permitir que toda comunidade desenvolva junto conosco. Fazer parte disso será muito fácil, já que programar na CERTI NIO é simples: basta conectar a placa ao computador por um cabo USB. Ela é compatível com a IDE do Arduino, um editor de código popular e simples de usar, e também com MicroPython, uma implementação enxuta e eficiente da linguagem de programação Python.

Gostou do nosso modelo de tecnologia aberta e nacional? Saiba mais sobre a CERTI NIO e apoie o projeto!

Artigos Relacionados

30 de novembro, 2017/ Produtos e Sistemas

O futuro do desenvolvimento para IoT: quanto menor, melhor

O futuro do desenvolvimento para IoT depende muito do tamanho físico dos equipamentos eletrônicos. Quem trabalha com desenvolvimento eletroeletrônico sabe que, de um modo geral, existe uma [...]

23 de novembro, 2017/ Produtos e Sistemas

5 passos para escolher a tecnologia ideal para o desenvolvimento de IoT

No texto anterior falamos sobre o “Desenvolvimentos de hardware para plataformas IoT no Brasil”. Nele explicamos como o governo brasileiro tem se preparado para incentivar iniciativas [...]

14 de novembro, 2017/ Produtos e Sistemas

Desenvolvimento de hardware para plataformas IoT no Brasil

O governo brasileiro parece estar convencido de que investir em IoT é um dos caminhos para alavancar a economia. Tanto que, até o fim do ano, deve ser lançado o decreto presidencial que cria o [...]