Falamos recentemente aqui no blog sobre como aumentar a confiabilidade e reduzir custos do produto final apenas revendo processos. Explicamos também que, inserindo tecnologias para a coleta de dados concretos sobre o desenvolvimento da produção, é possível ter resultados mais efetivos e menos perdas. Neste texto, construído em conjunto com o Instituto Certi Amazônia, aprofundaremos  como essas metodologias atuam na resolução de defeitos. Muitas empresas perdem tempo e dinheiro corrigindo pequenas falhas no produto que, geralmente, são percebidas apenas quando há o teste final. Isso gera retrabalho e demanda tempo, pois o mesmo problema pode ter diversas origens. Por meio da inserção de metodologias, todo o processo de desenvolvimento do produto e sua produção tendem a ser mais precisos e rápidos. Saiba como:

Resolução de defeitos na prática

Engana-se quem pensa que a resolução de defeitos começa na hora da produção. O primeiro cuidado a ser tomado é com o fornecedor de matéria-prima. Há casos em que um defeito recorrente pode ser resolvido com a troca do fornecedor de uma única peça. Parece óbvio, mas quando não se observa com cautela cada um dos fatores de forma separada, pode ser que a origem do problema passe despercebida.

Problemas de logística também podem estar relacionados aos defeitos. O transporte ou a embalagem feita de forma inadequada danificam peças ou até mesmo o produto em si. Algumas mudanças mínimas na logística impactem diretamente esses fatores e fazem grande diferença, sem demandar custos elevados.

Durante o processo, a resolução de defeitos deve ser observada etapa a etapa. É necessário realizar testes no decorrer de cada fase. Só assim será possível saber ao certo a origem do problema e, consequentemente, tornar mais fácil sua solução. Além disso, essa prática reduz custos porque tira do restante da linha de montagem um produto que já apresentou defeito e precisaria ser retrabalhado de qualquer forma.

Como a Certi pode ajudar?

Para criar metodologias para resolução de defeitos, os profissionais da Certi observam tanto o produto quanto o processo. São elaborados relatórios baseados nas conclusões que os profissionais chegam sobre ambos e sugeridas as soluções. No que diz respeito aos fornecedores e à logística são observados pontos como:

  • Todos os fornecedores atendem aos pré-requisitos da qualidade?
  • São respeitados os cuidados com transporte e embalagem dos produtos?
  • O recebimento de mercadorias está dentro dos padrões?
  • Quando a carga chega, há procedimentos claros? (fichas, planos, atividades de inspeções)
  • O armazenamento destes materiais e insumos é adequado?

Durante o processo, as verificações devem ser feitas em momentos estratégicos por meio de:

  • Planos de testes;
  • Ensaios e validações;
  • Inspeções;
  • Fichas técnicas de produção;
  • CEP controle estatístico do processo.

Dessa forma, o número de falhas no produto final tende a zero e os defeitos podem ser percebidos e resolvidos no momento em que ocorrem.
Ficou interessado em como a Certi pode ajudar na resolução de defeitos? Entre em contato conosco!

Coordenador de Sistemas Fabris Inteligentes na Fundação CERTI

certi@certi.org.br

Daniel do Nascimento Melo

Diretor Executivo Instituto CERTI Amazônia

certi@certi.org.br

Artigos Relacionados

27 de setembro, 2017/ Processos

Por que o layout fabril faz a diferença no ambiente produtivo?

Já mostramos aqui no blog como pequenos detalhes podem fazer a diferença no resultado de uma linha de produção. Um exemplo é o monitoramento de processos em tempo real. Com ele é possível [...]

17 de agosto, 2017/ Ecossistemas de Inovação

Como projetos inovadores viram produtos rentáveis?

Ter uma ideia inovadora e capaz de revolucionar o mercado é o sonho de todos que apostam no empreendedorismo como projeto de vida. Nas universidades, observamos que a ousadia e a vontade de fazer a [...]

25 de julho, 2017/ Processos, Produtos e Sistemas

Captação de recursos para inovação tecnológica: como conseguir um financiamento?

Você viu no post sobre lei de informática que a isenção de impostos para empresas que decidem investir em pesquisa e desenvolvimento é um importante incentivo. Hoje veremos que a captação de [...]