Artigo

Categoria

Temas

Compartilhe

Sistemas de gestão de informações fabris são aqueles que têm como objetivo coletar dados que serão usados estrategicamente para o controle e a melhoria dos processos. A aplicação deles está alinhada ao conceito de manufatura avançada. Se você acompanha nosso blog, viu que já falamos sobre o assunto. Por meio de tecnologias, é possível fazer de uma fábrica um verdadeiro centro de inteligência, onde cada atividade é calculada e erros podem ser remediados quase imediatamente. Mas para chegar a esse nível não é de uma hora para outra. É preciso que, aos poucos, sejam inseridos elementos de inteligência para que pessoas e o próprio produto se adaptem às mudanças. Os sistemas de gestão de informações fabris são um bom começo, pois permitem ter ideia geral sobre os principais indicadores do processo, além do que evidenciar o que pode ser melhorado e quais são os pontos fortes da produção. Convidamos o Instituto Certi Amazônia, parceiro da CERTI em muitos projetos, para falarmos sobre o assunto.

Como inserir sistemas de gestão de informações fabris na realidade da sua empresa

A gestão de informações em si não é uma novidade para a maioria das empresas. Muitas delas já trabalham com softwares tipo ERP para unificar todas as informações em uma única plataforma e sabem como isso é importante para os resultados. A gestão de informações fabris pode ser integrada a esse e outros sistemas e vai além porque estabelece indicadores de controle e performance (KPIs) para validar processos à medida que eles acontecem. Isso é importante porque quanto mais rápido um problema é identificado, menos chances ele tem de dar prejuízo, gerar atrasos de produção, etc.

Outro ponto importante é que nem sempre as falhas e deficiências na produtividade resultam em problemas visíveis em um primeiro momento. Muitas vezes, quando não há parâmetros e mecanismos de medição, eles acabam passando despercebidos. Só a partir da adoção de sistemas de gestão de informações fabris eles podem ser identificados e, então, solucionados. Isso representa ganhos enormes em relação à redução de custos e ganho de eficiência.

Por que a gestão de informações fabris melhora a qualidade do produto final?

Além da economia de recursos, há ganho de qualidade. Produtos que passam por processos eficientes dificilmente apresentarão falhas. Se as verificações de qualidade forem feitas em tempo real, a cada etapa, melhor ainda. Algo interessante é que alguns sistemas permitem que se tenha um histórico tanto sobre as falhas recorrentes do processo, quanto sobre o histórico do produto. Se um equipamento eletrônico, por exemplo, sempre apresenta defeito em um determinado botão, os sistemas de gestão de informações fabris poderão identificar esse padrão e sinalizar a potencial solução para o problema.

A gestão de informações fabris pode auxiliar, também, no atendimento direto ao consumidor final. Com o histórico completo do produto específico, o profissional da assistência técnica pode ter acesso aos dados do equipamento e detectar mais facilmente qual o problema. Sendo assim, com a aplicação dessas tecnologias, poderemos ter processos mais baratos e eficientes e produtos que durem mais, garantindo a satisfação do consumidor.
Ficou interessado em saber mais sobre a gestão de informações fabris? Em breve falaremos mais sobre o assunto aqui no blog.

Coordenador de Sistemas Fabris Inteligentes na Fundação CERTI

certi@certi.org.br

Daniel do Nascimento Melo

Diretor Executivo Instituto CERTI Amazônia

certi@certi.org.br

Artigos Relacionados

27 de setembro, 2017/ Processos

Por que o layout fabril faz a diferença no ambiente produtivo?

Já mostramos aqui no blog como pequenos detalhes podem fazer a diferença no resultado de uma linha de produção. Um exemplo é o monitoramento de processos em tempo real. Com ele é possível [...]

17 de agosto, 2017/ Ecossistemas de Inovação

Como projetos inovadores viram produtos rentáveis?

Ter uma ideia inovadora e capaz de revolucionar o mercado é o sonho de todos que apostam no empreendedorismo como projeto de vida. Nas universidades, observamos que a ousadia e a vontade de fazer a [...]

25 de julho, 2017/ Processos, Produtos e Sistemas

Captação de recursos para inovação tecnológica: como conseguir um financiamento?

Você viu no post sobre lei de informática que a isenção de impostos para empresas que decidem investir em pesquisa e desenvolvimento é um importante incentivo. Hoje veremos que a captação de [...]